Opinião Pública – Vol. 01, Nº 0 1993

Download the entire issue

PDF

Presentation of this issue

Dando início à publicação da Opinião Pública, pretende o CESOP preencher lacuna sentida há muitos anos pelos pesquisadores e usuários de pesquisas de opinião pública no Brasil. De fato, Opinião Pública será a expressão mais palpável e operacional dos objetivos do CESOP: promover o intercâmbio entre pesquisadores acadêmicos, institutos comerciais e centros privados de pesquisa, facilitar o acesso público às pesquisas de opinião, reunir e comparar resultados, velar pelo aprimoramento metodológico e, naturalmente, estimular o desenvolvimento dessa área de estudos, dentro e fora da universidade. Conquanto as pesquisas de opinião já tenham meio século de história em nosso país, não há dúvida de que o processo de redemocratização iniciado em meados dos anos 70 lhes deu enorme impulso. A partir daí elas se transformaram em verdadeiros termômetros, indicando a evolução dos sentimentos e preferências do público a respeito de um amplo leque de assuntos. Da política econômica ao potencial eleitoral dos diferentes partidos e candidatos, da confiança nas instituições ao próprio valor do regime democrático – tudo isso passou a ser perguntado com razoável regularidade a amostras da população brasileira. Quem examinar o acervo acumulado por institutos comerciais, departamentos universitários e centros privados de pesquisa ao longo desse meio século, verá que as pesquisas de opinião pública constituem hoje uma fonte indispensável para o conhecimento da realidade brasileira. Ao contrário do velho preconceito de que tais pesquisas apenas arranhariam a superfície dos fatos, com objetivos de manipulação, o que se vê, cada vez mais, é que elas contribuem efetivamente para o autoconhecimento da sociedade e para o aprimoramento da prática democrática. Por meio delas o cidadão se expressa sobre a agenda corrente da sociedade, manifesta-se sobre as políticas governamentais e estabelece parâmetros para a ação das grandes organizações, tanto públicas como privadas. Pode-se afirmar, nesse sentido, que existe um vínculo importante entre a crescente aceitação das pesquisas de opinião e o desenvolvimento da democracia moderna. Como guardião do acervo acima referido e como interlocutor das principais organizações internacionais que atuam nessa área, o CESOP deseja contribuir efetivamente para o desenvolvimento das pesquisas de opinião no Brasil. A presente publicação refletirá o andamento desse esforço, servindo como ponto de convergência para a esperada colaboração dos pesquisadores de todo o país.

Bolivar Lamounier, Presidente do Conselho Orientador do CESOP, Pesquisador do IDESP

--------------------------------------------------------------------

ESPAÇO DE PESQUISA

O Centro de Estudos de Opinião Pública – CESOP – é uma iniciativa interdisciplinar desenvolvida na Universidade Estadual de Campinas nos campos científico e tecnológico. O caráter inovador do Centro define-se pela sua inserção singular no sistema universitário brasileiro, como ação institucionalizada na área de opinião pública, atendendo a uma demanda sólida do meio acadêmico e científico para a ampliação do desenvolvimento do conhecimento da sociedade brasileira. A preocupação com a preservação da memória nacional e com a organização e divulgação do conhecimento potencial da opinião pública brasileira sobre sua dinâmica social e política é o que define as bases desse empreendimento. Professores universitários, pesquisadores e profissionais de empresas na área de pesquisa de opinião, desde meados de 1991, vêm juntando esforços na busca de uma forma combinada de intervenção científica, acadêmica e tecnológica nesse campo. Os contatos entre os pesquisadores universitários e os dois institutos privados começaram em meados da década de 80, pela participação regular de pesquisadores do IBOPE-São Paulo e do Vox Populi no Grupo de Trabalho “Partidos, Eleições e Problemas Institucionais” da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS). Esses contatos adquiriram seu caráter institucional quando o IBOPE doou ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), da UNICAMP, seu acervo de pesquisas – Políticas, Mídia e Mercado –, constituído desde sua fundação. Em 1991, a UNICAMP formou convênio com o Roper Center for Public Opinion Research, da Universidade de Connecticut (EUA), para estabelecimento de uma rede de intercâmbio de dados de opinião pública em conjunto com vários países da América Latina, dando início a uma etapa definitiva para ampliação das ações de ensino, pesquisa e treinamento nas áreas de metodologia, técnicas de pesquisa em ciências humanas e análise de dados. O CESOP foi criado formalmente em setembro de 1992. Seu caráter plurinstitucional tem por objetivo aglutinar esforços de pesquisas existentes, distribuídos em diversos centros científicos do sistema universitário brasileiro, além da UNICAMP, e em empresas produtoras de dados de opinião pública no país. Esse formato institucional, inovador no âmbito da UNICAMP, está traduzido na composição do Conselho Orientador do CESOP e procura refletir a necessária inter-relação entre a universidade e a comunidade externa, de forma a viabilizar meios mais imediatos de intervenção na sociedade.

OBJETIVOS:

São objetivos do CESOP, fundamentalmente, o estabelecimento de uma estrutura para captação de dados preexistentes, organização, consulta e pesquisa de opinião e viabilização de ações combinadas de ensino, pesquisa e treinamento de recursos humanos nessa área. O CESOP é também um espaço de pesquisa interdisciplinar, buscando dar suporte a projetos e iniciativas desenvolvidas pelas várias disciplinas nos departamentos e núcleos da Universidade.

 BANCO DE DADOS NACIONAIS:

O CESOP está constituindo o Banco de Dados Nacionais de Opinião, gerado através do armazenamento e organização de surveys realizados no Brasil, com respeito a comportamentos, atitudes, demandas, opiniões e motivações de indivíduos e instituições, observados dentro de contextos econômicos, políticos e sociais variados. O Banco de Dados do CESOP é composto de dados brutos, questionários e relatórios de pesquisa realizados por empresas privadas de pesquisa de opinião e centros científicos. Colaboram atualmente com a constituição do Banco de Dados as seguintes empresas e centros científicos: IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Instituto Gallup de Opinião Pública,  Instituto de Pesquisas Datafolha, Instituto de Pesquisas VOX POPULI, CBPA – Companhia Brasileira de Pesquisa e Análise, CEPAC – Centro de Pesquisa, Análise e Comunicação, CEBRAP – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEDEC – Centro de Estudos de Cultura Contemporânea, IDESP – Instituto de Estudos Sociais e Políticos de São Paulo, IPESPE – Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, IUPERJ – Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, ISER – Instituto de Estudos de Religião, Universidade de São Paulo, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Além de construir suporte substantivo para a formação de recursos humanos especializados em pesquisas e estudos de opinião pública, a implantação do Banco de Dados possibilitará a maior precisão tanto nos métodos e instrumentos de pesquisa por amostragem como também no estabelecimento de prioridades de pesquisas de enfoque acadêmico e empresarial. O Banco de Dados do CESOP é de acesso público e visa proporcionar aos pesquisadores e profissionais da área a consulta organizada ao conhecimento em opinião pública produzido no país.

PESQUISA E FORMAÇÃO DE RECURSO HUMANOS:

No âmbito da formação dos recursos humanos, o CESOP desempenhará papel fundamental no campo acadêmico e na profissionalização para o mercado de trabalho. Além da ampliação do escopo de atividades de extensão para formação de alunos de graduação e pós-graduação e do suporte a disciplinas curriculares na área de metodologia, técnicas de pesquisa e análise de dados, o CESOP possibilita a especialização de docentes e pesquisadores em geral envolvidos com a área de opinião pública através de seminários, discussões e cursos de extensão. A implantação de um local para a pesquisa nessa área possibilitará o desenvolvimento de estudos teóricos em opinião pública, o aperfeiçoamento de terminologia específica e definições técnicas e a absorção de parâmetro e instrumentais adequados para a interpretação e o uso de dados de opinião. É fundamental ainda destacar o papel desenvolvido pelo CESOP no campo tecnológico específico, através da dinâmica interativa entre UNICAMP, centros científicos e empresas privadas, viabilizando a sofisticação das técnicas de pesquisa e de amostragem, da metodologia de elaboração de surveys e da análise de dados. A produção e o desenvolvimento de instrumentais adequados nessa área terão efeito certo nos processos de captação e produção de dados e na análise de aspectos econômicos, sociais e políticos da sociedade brasileira.

BANCOS DE DADOS INTERNACIONAIS:

Através do CESOP, a UNICAMP é o parceiro institucional no Brasil do Roper Center for Public Opinion Research, centro de pesquisas ligado à Universidade de Connecticut, EUA, para o desenvolvimento do Latin American Survey Data Bank Project, que visa à constituição de uma rede eletrônica internacional de intercâmbio de dados de opinião pública no continente. Por esse convênio de organização e divulgação de dados, as pesquisas brasileiras são enviadas ao Roper Center para incrementar o intercâmbio internacional de dados. Ao mesmo tempo, o CESOP viabiliza, para pesquisa e consulta, o acesso dos pesquisadores e do público em geral ao Banco Informatizado de Dados de Opinião daquele centro, composto de mais de 15.000 pesquisas comerciais, produzidas por empresas norte-americanas e europeias, e atualizado mensalmente com a inserção de, em média, 100 pesquisas. A UNICAMP também constitui através do CESOP a representação brasileira no Inter-University Consortium for Political and Social Research (ICPSR), junto com a Universidade de Michigan, EUA. Essa representação coordena nacionalmente a participação de alunos do sistema universitário brasileiro e pesquisadores em geral no Summer Training Program on Quantitative Methods of Social Research, um programa de atividades especializadas no campo de ensino e treinamento em metodologia e técnicas de análise de dados, desenvolvido anualmente pelo ICPSR há 30 anos. Além disso, o CESOP viabiliza aos pesquisadores em geral o acesso ao Arquivo de Dados do ICPSR, que recebe continuamente de pesquisadores acadêmicos de mais de 130 países dados e pesquisas sobre fenômenos sociais. Essa coleção compõe-se de surveys sobre comportamentos e atitudes, resultados eleitorais, dados censitários e legislativos. São também acessíveis no ICPSR duas coleções específicas de dados: o National Archive on Criminal Justice Data, patrocinado pelo Bureau of Justice Statistics, do Departamento de Justiça dos EUA, composto de dados processados sobre crime e sistema de justiça criminal, e o National Archive on Computerized Data on Aging, patrocinado pelo National Institut on Aging e composto de dados sobre atitudes e comportamentos, temas relacionados à saúde e ao processo de envelhecimento e dados demográficos da população idosa. Os dados de bancos internacionais podem ser consultados através de acesso eletrônico, quando disponíveis no sistema informatizado, ou por requisição feita através do CESOP.

OPINIÃO PÚBLICA:

Com a publicação de Opinião Pública, o CESOP cria um espaço para divulgação de teses e reflexões sobre teoria, metodologia e análise em opinião pública e busca estimular a discussão desse tema nas várias disciplinas em que a pesquisa aplicada possa ser desenvolvida. Opinião Pública também será um espaço de divulgação de dados de opinião nas mais variadas áreas, produzidos nacional e internacionalmente, com o objetivo de dar acesso ao público em geral de importantes séries de tendências e comportamentos sobre temas relevantes da atualidade. Este primeiro número de lançamento é excepcionalmente dedicado ao tema único do plebiscito nacional sobre sistemas e formas de governo. Nesta edição apresentamos uma importante seção informativa – Tendências – sobre dados de tendências e preferências do eleitor brasileiro, além de artigos produzidos por cientistas políticos e profissionais da área de opinião pública, que buscam contribuir para o entendimento desse processo político no país.

A Coordenadoria do CESOP

 

Articles in this issue